Resenha: A Batalha do Apocalipse

18 de março de 2013 |

Título: A batalha do Apocalipse - Da queda dos anjos ao crepúsculo do mundo
Autor(a): Eduardo Spohr
Número de página: 586
Editora: Verus
Categoria: Literatura Nacional / Romance / Ficção Cientifica
Comprar: Saraiva | Cultura | Submarino
Classificação:  (5/5) 
Site: A batalha do Apocalipse
Ano de publicação: 2010

Sinopse:
Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.

A historia passa em torno de Ablon, o único sobrevivente da casta do querubins que foram renegados e luta pela aniquilação da humanidade, e Shamira, uma feiticeira de En-Dor. E os vilões, Miguel e  Lúcifer. O livro se divide em três Capítulos - A Vingadora  Sagrada, A Ira de Deus e O flagelo de fogo - . O autor faz você viajar pela historia, voltando ao passado e indo para o futuro.
Desde quando eu li a resenha do livro, eu fiquei louca querendo ler, e o autor ganho mais uma leitora fanática. Eu nunca fui fã de escritores brasileiros, mas depois que eu li ABdA, mudei totalmente meu conceito, agora estou louca pra ler Os Filhos do Éden do mesmo autor.
- Yahweh sempre foi muito dedicado á sua criação, o que entristecia os arcanjos, que disputavam sua atenção. Então, quando o Reluzente deu a alma ao homem, os arcanjos, e também muitos anjos,se encheram de ciúmes e raiva. Assim, no instante em que o Altíssimo adormeceu, o príncipe Miguel iniciou sua politica de destruição. Alegando falar em nome de Deus, avisou que o Pai estava farto da crueldade humana e que decidira eliminar todo mortal da face da terra. Começou, com isso, a era das grandes catástrofes, dentre as quais a maior foi o diluvio.

2 comentários:

  1. adorei a resenha, vai entrar na minha whislist literária com certeza *--*
    escritasdeverao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo comentário Agnes :)
    Leia sim, é muito bom

    ResponderExcluir